Carros elétricos e híbridos – A evolução dos motores dos veículos

Escrito por Giovana Pereira em

Carros elétricos e híbridos são o futuro?

Os carros elétricos e híbridos estão rapidamente ganhando terreno no campo automotivo. Com as preocupações crescentes com o meio ambiente e a eficiência energética, muitas pessoas estão considerando alternativas aos carros a gasolina.

Há tempos a indústria automobilística já estuda uma alternativa ao petróleo um recurso fóssil, abundante no momento, mas limitado e, consequentemente, finito.

A alternativa mais conhecida e utilizada é o Etanol, extraído da cana- de- açúcar e beneficiado além do açúcar, o líquido é materializado em combustível.

Também foi desenvolvido o biodiesel, extraído de vegetais mas ainda que não encontramos em larga escala, é possível ver em grandes cidades ônibus de circulação urbana no nosso país.

Neste artigo, vamos explorar os carros elétricos e híbridos, e por que eles podem ser o futuro da indústria automotiva.

Carros Flex

A evolução dos automóveis com preocupações em relação ao combustível e produzido em larga escala foi a possibilidade de abastecimento dos veículos tanto com gasolina quanto com o etanol.

A segunda opção ficaria viável se o valor por litro calculado alcançasse o percentual de 70% do valor da gasolina. Apesar de mais econômico e maior explosão o combustível devolve menor autonomia.

Carros elétricos

Você já conhece veículos elétricos há bastante tempo, mas não como veículos convencionais. Encontrávamos como o simpático carrinho dos campos de golfe, as eficientes bicicletas elétricas, que salvam os não esportistas naquela hora difícil da ladeira.

Em grandes cidades alguns tipos de ônibus e metrô funcionam movidos a eletricidade, e isso não é novidade: os mais antigos já devem ter te contado histórias sobre o bondinho, que se movimentava sobre uma via férrea e era o principal meio de transporte público do século passado.

Embora os carros elétricos ainda estejam em sua infância, eles começam a tomar força no mercado, pois eles têm um enorme potencial. Como não produzem emissões de poluentes, esse tipo de veículo é uma opção mais limpa e renovável em comparação aos carros a gasolina, que são muito poluentes, uma das principais preocupações de grandes cidades modernas com relação ao bem estar de seus habitantes e ao meio ambiente.

Além disso, os carros elétricos são mais silenciosos do que os carros a gasolina, o que pode ser um benefício para as cidades ruidosas. Como a sua tecnologia continua a evoluir, eles estão se tornando cada vez mais conceituados, mas ainda não muito acessíveis: podemos contar que um veículo popular motorizado desta forma pode ser adquirido a partir de R$ 150.000,00.

Aqui no Brasil temos versões mais acessíveis como o Kwid da montadora Renault, a mesma já tem o veículo mais sofisticado o Zoe. Outra montadora que disponibilizou uma versão mais popular é JacMotors com seus elétricos os ‎E-JS4 · ‎E-JS1 EXT e ‎E-J7. A Chevrolet também conta com uma linha de carros elétricos: trata-se do Bolt.

Outro ponto a ser considerado é a autonomia de quilômetros alcançada por cada modelo, a recarga não é facilmente encontrada em larga escala para uma viagem em estradas para viagens de longas distâncias por exemplo.

Sendo assim considerado então uma ótima opção para circulação urbana, trajetos geralmente de trabalho que ocasionam os horários de pico.

Devido ao seu custo ainda elevado, enquanto os carros elétricos representam uma pequena parcela do mercado automotivo, espera-se que eles ganhem terreno nos próximos anos.

Carros híbridos

Os carros híbridos são uma outra opção cada vez mais popular. Como os carros híbridos usam um motor a gasolina combinado com um motor elétrico, eles são mais eficientes do que os carros a gasolina convencionais.

Além disso, os carros híbridos geralmente têm uma maior autonomia do que os carros elétricos, o que os torna mais práticos para longas viagens.

Conforme os carros híbridos têm se tornado mais populares, as montadoras estão investindo mais nessa tecnologia. A pioneira no Brasil é a Toyota, com carros como o Prius.

Por se tratar de um veículo convencional já a combustão, adaptado com baterias que podem ser recarregadas diretamente na fonte de energia, ou parcialmente em movimentação do veículo, alguns geram carga ao freiar o veículo, por exemplo.

Trata-se da forma mais comercializada no momento, por ter a segurança do reabastecimento, a economia e maior potência proporcionado pelo motor elétrico é muito bem aceito pelos consumidores.

Conclusão

Em suma, os carros elétricos e híbridos estão ganhando terreno na indústria automotiva, embora os mais comercializados sejam o de motores flex e contando com veículos maiores e os que possuem liberação na legislação os movidos a diesel.

Com seus benefícios ambientais e de eficiência energética, esses carros são uma alternativa atraente para os carros a gasolina convencionais. Como a tecnologia continua a evoluir, espera-se que os novos veículos se tornem cada vez mais populares.

Sobre o Autor
Giovana Pereira
Sou Giovana Pereira, responsável pela pesquisa, redação e pela construção do conteúdo. Neste blog, fornecerei dicas e informações sobre assuntos cotidianos para sua diversão e aprendizado.

Você está aqui:

Utilizamos cookies para lhe oferecer a melhor experiência em nosso site. Ao continuar a navegar, você confirma que aceita estes termos.