Sorriso – Dicas e cuidados para sua higiene bucal

Escrito por Giovana Pereira em

Neste artigo, falaremos um pouquinho sobre higiene bucal. Nem todos sabem, mas o cuidado com a nossa boca é extremamente importante para a nosso corpo como um todo. Por isso, mantenha-se sempre atento em como você anda cuidando da sua higiene bucal!

Nossos dentes não são apenas responsáveis por nossa mastigação, mas está diretamente relacionado a nossa autoestima, a maneira de sorrirmos. Também é fator importante para nossa fala e comunicação.

Daremos a seguir algumas dicas importantes para você cuidar de sua boca da maneira correta! Fique com a gente!

Escovação

A recomendação para uma boa higiene bucal é que os dentes sejam escovados, no mínimo, três vezes ao dia e ao menos por 2 minutos.  A escova deve ter cerdas macias e cabeça pequena para alcançar as regiões mais posteriores dos arcos dentais (dentes superiores e inferiores).

Cerdas gastas, indicam que a força na escovação está excessiva, uma escovação inadequada pode causar uma ação traumática sobre dentes e gengiva.

Para os cuidados com a higiene bucal, a atenção vai muito além da escova de dentes. É o caso da escovação tipo “serrote” ou “esfregão”, o método do “esfregão” para limpar as oclusais, que é a face dos dentes onde realizamos a mastigação.

Nas demais superfícies dentais, movimentos amplos de vai-e-vem, sejam eles horizontais, verticais ou em zigue-zague, podem provocar vários problemas bucais, tais como abrasão dentária, retração e aftas (pequenas bolinhas ou buracos de inflamação) na gengiva.

Cuidados com a escova de dentes

  • Realizar a troca das escovas com períodos que podem variar de 30 dias a 3 meses, sendo necessário observar o desgaste das cerdas e sua higienização periódica em enxaguante bucal ou água sanitária;
  • Escovação da língua, cujas papilas (os pontinhos da língua, que nos permitem sentir o gosto dos alimentos) acumulam a placa bacteriana que deve ser removida;
  • Utilização de uma boa pasta de dentes não abrasiva;
  • Utilização de enxaguante bucal;
  • Fio dental que remove a placa bacteriana e os alimentos nos lugares onde a escova não consegue chegar facilmente (entre os dentes e no encontro dos dentes com a gengiva).           

Fio Dental         

Nos livros são encontradas diferentes citações quanto ao momento da utilização do fio dental variando antes ou após a escovação. Tanto a escova quanto o fio dental são responsáveis pela limpeza de 50% dos dentes, a escova limpa a parte de dentro e a parte de fora dos dentes e o fio limpa as laterais.

Para uma boa higiene bucal e limpeza completa dos dentes, é preciso usar ambos. Geralmente se recomenda usar o fio antes como garantia pois escovar os dentes primeiro poderia negligenciar o uso do fio dental. Além de passar o fio dental antes de escovar os dentes, os resíduos alimentares que ainda fiquem presos na dentição são liberados para que possam ser eliminados durante a escovação.

Máximo proveito do uso do fio dental na higiene bucal

  • Enrole aproximadamente 40 cm do fio ao redor de cada dedo médio, deixando aproximadamente dez cm entre os dedos.
  • Segurando o fio dental entre o polegar e indicador das duas mãos, deslize-o suavemente para cima e para baixo entre os dentes.
  • Passe cuidadosamente o fio ao redor da base de cada dente, ultrapassando a linha de junção do dente com a gengiva, sem deixar machucar.
  • Utilize uma parte nova do pedaço de fio dental para cada dente a ser limpo.
  • Para remover o fio, faça movimentos de trás para frente, retirando-o do meio dos dentes.

Diferentes formas de escovação para higiene bucal

As formas de escovação são diferenciadas por movimentos utilizados no momento da escovação, modo de segurar a escova, regiões e dentes alcançados pela escovação e duração do procedimento.

1. Movimentos realizados

  • Esfregadura horizontal;
  • Circular;
  • Vibratório.

2. Modo de segurar a escova

  • Punho: mão fechada, com os dedos flexionados em torno do cabo da escova; os quatro dedos flexionados de forma a segurar o cabo da escova em uma direção e o polegar faz o mesmo na direção oposta.
  • Distal: os quatro dedos são flexionados de forma a segurar o cabo da escova. O polegar é apoiado no cabo da escova, no sentido das cerdas.
  • Colher: a escova é apreendida por pinça formada por polegar e indicador (e/ou médio). Os quatro dedos ficam unidos, pouco flexionados.

Higiene bucal para adolescentes

A adolescência é tida como um período de risco aumentado à boa manutenção da higiene bucal, com precário controle de placa e da redução dos cuidados com a escovação dentária e mudanças nos hábitos alimentares, preferência por lanches rápidos, salgadinhos, chicletes e refrigerantes e diminuição da disciplina dos hábitos da escovação.

Adolescentes cuidam da higiene bucal e da escovação mais por motivos estéticos e para hálito com cheiro e frescor agradável, contrastando com as razões para os cuidados com a nossa boca como a prevenção da cárie e da perda dentária.

Higiene Bucal para Adultos

Escovar os dentes para trás e para frente, em movimentos de esfregação, é o método que a maior parte das pessoas usa para escovar os dentes, porém é muito agressivo para a gengiva, podendo causar retração gengival, que é quando a gengiva fica mais baixa mostrando mais a raiz do dente.

Com movimentos de esfregação, para frente e para trás, é um contra indicado, pois a força, acaba ferindo as gengivas, podendo ocasionar em uma gengivite, além da retração gengival.

O método mais indicado para higiene bucal, é manter o sentido da escova apontado para gengiva com movimento rotacional firme e terminar fazendo movimentos de vai e vem na superfície oclusal.

Problemas periodontais

Em caso de pessoas com problemas periodontais a escova deve penetrar aproximadamente 1 mm, de maneira suave, dentro do sulco gengival, e os movimentos são vibratórios.

Higiene bucal com aparelhos ortodônticos

Indicado para pessoas que usam aparelhos ortodônticos, que estão em tratamento periodontal ou que possuem próteses fixas, existem escovas e passa fios especiais para pessoas que utilizam aparelho ou próteses. A inclinação da escova e o tipo das cerdas que não podem estar apontadas para a gengiva, mas direcionada para base dos dentes

Cuidados de higiene bucal em Crianças

Indicada para pessoas com uma capacidade motora reduzida ou crianças pequenas, conhecida também como técnica da “bolinha”. Com a boca fechada realizar movimentos circulares com as pontas das cerdas da escova sobre os dentes, nas voltadas para bochecha, faces internas, nas faces de mastigação de cada dente. Essa técnica envolve três movimentos básicos: trenzinho, bolinha e vassourinha.

Nas superfícies oclusais dos molares que são os dentes posteriores (do fundo) fazemos o trenzinho, um movimento de vai-e-vem sempre contando até 10. Em seguida fazemos a bolinha, movimentos circulares nas superfícies vestibulares, sempre pegando o dente e a gengiva para prevenir a gengivite.

Fazemos a vassourinha, movimento de varrer, partindo da base do dente perto da gengiva e indo “para cima” e em direção a bochecha na parte de frente e de trás do dente.

À noite quando terminar todos os dentinhos, a criança deve escovar a parte superior da língua. O fio dental pode ser usado antes da escovação, fazendo um movimento de esfregar, abraçando a face lateral do dente, parecido com o movimento de secar as costas com a toalha.

Higiene Bucal com uso de prótese dentária

Se engana quem acha que ao usar dentaduras ou próteses os cuidados diminuem ou podem ser realizados uma vez ao dia. A higienização deve acontecer após as refeições, acordar e antes de dormir. As placas bacterianas se formam e precisam ser removidas.

A indicação é colocar prótese à noite em um copo de água de preferência com tampa para evitar contaminação, pois é de extrema importância retirar a dentadura para dormir para proporcionar relaxamentos dos tecidos de suporte.

A limpeza da língua é muito importante e pode ser feita com raspador ou gaze de maneira delicada. A placa esbranquiçada no dorso da língua é sinal da má higienização e pode causar: halitose (bafo) e infecções bucais.

Lembre-se da importância de visitar um dentista regularmente, pelo menos uma vez ao ano.

Sobre o Autor
Giovana Pereira
Sou Giovana Pereira, responsável pela pesquisa, redação e pela construção do conteúdo. Neste blog, fornecerei dicas e informações sobre assuntos cotidianos para sua diversão e aprendizado.

Você está aqui:

Utilizamos cookies para lhe oferecer a melhor experiência em nosso site. Ao continuar a navegar, você confirma que aceita estes termos.